quarta-feira, 6 de abril de 2016

[CONFIRMADO] PP permanece na base aliada do Governo e confirma o "enterro" do GOLPE


O presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), afirmou nesta quarta-feira (6) que o partido permanecerá na base de apoio ao governo da presidente Dilma Rousseff até a votação do processo de impeachment no plenário da Câmara dos Deputados.

Com a decisão, o partido, que tem a quarta maior bancada da Câmara, com 49 deputados, sinaliza ao Palácio do Planalto que está disposto a aceitar cargos no governo em troca dos votos que podem ajudar Dilma a continuar à frente do comando do país.

Na tentativa de evitar traições, a petista determinou à sua equipe acertar com, além do PP, também o PR e o PSD até o fim desta semana os novos postos que eles irão ocupar no governo federal após a votação. A expectativa do Planalto é que os partidos, assim como fez o PP, também sinalizem apoio à gestão petista nesta quarta.

Segundo Nogueira, havia uma reunião marcada com as bancadas da Câmara e do Senado para tarde desta quarta em que o partido tomaria a decisão oficialmente. O encontro havia sido solicitado por um grupo de 24 deputados favoráveis ao impeachment. O senador afirmou que a sigla fez um levantamento preliminar e identificou que dos 57 parlamentares da sigla, 40 são a favor da permanência no governo.

"Vendo isso, eles pediram o cancelamento da reunião e eu exigi que eles mandassem um documento assinado por todos pedindo o cancelamento e com isso mantém-se o Partido Progressista na base de apoio. Não vamos mais discutir o rompimento com o governo até a votação na Câmara", disse.

Leia mais na Folha.
[CONFIRMADO] PP permanece na base aliada do Governo e confirma o "enterro" do GOLPE
4 / 5
Oleh