quarta-feira, 6 de abril de 2016

Cunha resolver obedecer STF e instaura o processo de impeachment de Michel Temer


O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), vai cumprir a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do STF, e começou a tomar medidas para instaurar uma comissão de impeachment contra o vice-presidente Michel Temer.

Cunha enviou ofícios aos líderes partidários nesta quarta (6) pedindo que eles indiquem os deputados que vão integrar a comissão.

Na terça (5), o presidente a Câmara chamou de "absurda" a decisão do ministro do STF, que determinou a instauração de processo conta Temer. O deputado indicou a aliados que não pretendia cumprir a ordem judicial.

O ministro respondeu que o peemedebista finja o direito de "espernear", mas incorreria em crime de responsabilidade caso se recusasse a acatar a decisão do STF.

Cunha já é réu no Supremo, sob acusação de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no petrolão. Em dezembro, a Procuradoria-Geral da República pediu ao tribunal que o afastasse do cargo. O caso não foi julgado até hoje.

Leia mais na coluna de Bernardo Mello Franco na Folha.
Cunha resolver obedecer STF e instaura o processo de impeachment de Michel Temer
4 / 5
Oleh