quarta-feira, 13 de abril de 2016

Empresa descobre como os robôs dos grupos pró-GOLPE agem nas redes sociais


Uma empresa de Joinville/ SC descobriu que muitos dos comentários que invadem as páginas dos deputados, pressionando pela aprovação do impeachment, na verdade não são pessoas reais, mas tratam de Robôs. A empresa registrada no servidor Wasberght/SA, é uma empresa Alemã e já registrou contratos em nome de Carlos Caitano Idílio, um dos líderes do MBL- Movimento Brasil Livre.

Os perfis chamados “Fakes”, são contabilizados em massa a cada IP que entra no site intitulado “Mapa do Impeachment”. O Cyber Downs, funciona quando um indivíduo entra no site pelo campo envie mensagem para seu deputado, depois dele enviar, outros perfis robôs automaticamente são enviados para o mesmo perfil do deputado, no entanto com contas de Facebook falsas (Fakes), causando uma falsa impressão de várias pessoas ao mesmo tempo estão se manifestando.

As frases são programadas para serem comentadas aleatoriamente. Segundo levantamento vários deputado vem recebendo as mesma frases. “SR DEPUTADO! Pense no Brasil, na voz do povo nas ruas e nas redes sociais. Represente-nos votando a favor do IMPEACHMENT – Queremos ter orgulho de – POLÍTICOS DE BEM – que não se vendem: continuam sendo honrados e escrevem sua trajetória. Respeita a sua história e sejam lembrados, pelos seus filhos, seus netos e pelo Brasil.”. Ou “Prezado Deputado, conto com seu voto favorável ao impeachment da presidente. Nós brasileiros merecemos um novo governo e o seu voto pode fazer isto acontecer. IMPEACHMENT JÁ!” entre outros.

Empresa descobre como os robôs dos grupos pró-GOLPE agem nas redes sociais
4 / 5
Oleh