segunda-feira, 11 de abril de 2016

Impeachment vai a plenário, mas não sairá da Câmara. Veja porquê


A comissão especial do impeachment na Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira (11) o parecer do relator Jovair Arantes (PTB-GO) por 38 votos a 27.

Isso animou os golpistas, mas vamos fazer um cálculo simples para entendermos que essa votação demonstrou que golpe não chegará ao Senado.

65 membros --------- 100%
38 membros --------- x

x = 59%

Ou seja, os "aloprados" refletirão pouco mais da metade dos Deputados que votarão no plenário da Câmara.

Esse "pouco mais" não será suficiente para o êxito do intento golpista.

Vejam os valores que, teoricamente, os pró-GOLPE terá no dia da votação:

513 Deputados --------- 100%
y Deputados     --------- 59%

y = 303 Deputados (arredondamos os valores para cima)

Uma quantidade de parlamentares aquém dos 342 necessários.

Complementando, o Deputado Zarattini (PT-SP) nos confirmou que o governo tem mais de 200 votos assegurados para barrar o GOLPE.

Portanto, aos defensores da democracia, fica uma mensagem de motivação:

#NãoVaiTerGolpe!

PS: Não nos esqueçamos que essa comissão foi extremamente submissa a Eduardo Cunha.
Impeachment vai a plenário, mas não sairá da Câmara. Veja porquê
4 / 5
Oleh