quinta-feira, 14 de abril de 2016

Plenário do STF rejeita relatório de Marco Aurélio Mello que defendia votos por ordem alfabética


G1 - A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou para validar uma forma de votação do impeachment na Câmara que alterne entre o Norte e o Sul, como prevê o regimento da Casa. A Corte, porém, ainda decidirá se a alternância se dará entre cada estado ou por deputado.

**

Primeiro-secretário da Câmara, o deputado Beto Mansur (PRB-SP) anunciou a nova regra de chamada dos deputados para a votação de domingo, quando será analisado o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. 

Para decidir se a Casa aprova a abertura ou o arquivamento de processo contra a petista, cada deputado será chamado nominalmente e e terá que informar o voto.

Pela nova ordem definida por Cunha, a votação será dividida por Estados, que serão alternados entre Norte e Sul. 

A ordem ficou assim: RR, RS, SC, AP, PA, PR, MS, AM, RO, GO, DF, AC, TO, MT, SP, MA, CE, RJ, ES, PI, RN, MG, PB, PE, BA, SE e AL.

Leia mais no Valor Econômico.
Plenário do STF rejeita relatório de Marco Aurélio Mello que defendia votos por ordem alfabética
4 / 5
Oleh