sábado, 7 de maio de 2016

G1 informa que alimentos teve alta de 129% em 10 anos, mas "esquece" de dizer que os salários aumentaram em 251% no mesmo período


O G1, que sempre prega pela isenção, soltou uma matéria intitulada: "Alimentos subiram 129% em dez anos; cebola e batata dispararam".

Se tal portal fosse deveras isento, informaria aos leitores que o salário mínimo há dez anos atrás era de R$ 350,00. 

Entre 2006 e 2016 o salário teve um aumento de 251% (R$ 880,00).

Agir dessa maneira é esconder que o Brasil vem protegendo os trabalhadores da inflação - ao menos desde 2006.

Essa é, dentre inúmeras, uma prova de que o portal de notícias da Globo não é imparcial.

Talvez seja uma obrigação do leitor se policiar contra o monopólio da notícia, mas os detentores dessa "exclusividade" não devem usurpar a população do direito à informação.

Uma matéria como essa equivale a uma das engrenagens do golpe em curso no Brasil, fazendo com a população que crê na correção da imprensa brasileira se "banhe" com a parte negativa do fato.

Vale lembrar que a imprensa é o "oxigênio" da democracia, e isso explica o momento de ruptura democrática no país, pois o modus operandi da grande imprensa nos deixou sem ar.
G1 informa que alimentos teve alta de 129% em 10 anos, mas "esquece" de dizer que os salários aumentaram em 251% no mesmo período
4 / 5
Oleh