quarta-feira, 11 de maio de 2016

Mais do que GOLPE, longa e gigantesca farsa, por Bob Fernandes


Véspera. Recursos contra o impeachment, Gilmar Mendes opina:

-Podem ir ao Céu, ao Papa, ou ao Diabo.

E isso, um ministro do Supremo.

Supremo, o Poder real quando o governo se desmanchou nas suas contradições, erros econômicos, políticos, e morais.

Poder real quando a oposição, sócia fundadora do Sistema corrompido, vive de manchetes amigas e o Congresso avacalhou- se.

A expressão golpe, mesmo válida tornou-se uma armadilha. Porque encolhe, reduz a um debate jurídico, e binário, algo que é muito maior, mais abrangente: gigantesca Farsa.

Chamado de "delinquente" por Janot, Cunha fez o que quis...Feito o serviço, sem que a Constituição permita o Supremo detonou o mandato de Eduardo Cunha.

O Supremo estrilou, mídias dançaram sobre o conteúdo. Feito o estrago, sepultaram gravíssimo vazamento ilegal de duas horas de conversa entre Dilma e Lula.

Crime gravíssimo porque além do autorizado pelo juiz Moro, e porque vazado por autores. Não fosse uma Farsa, quem vazou seria processado. Ou preso.

Basta escolher: Petrolão ou Mensalão? Há dois, ou dez anos, corrupção é "O" tema, e levou multidões às ruas.

Mas Dilma é afastada não por acusação formal de corrupção e sim por "pedaladas" que o próprio relator do impeachment, Anastasia, cometeu...Isso é uma Farsa.

E afastada por réus, ou centenas de citados em crimes, inclusive na Lava Jato. Onde, até hoje, dia do processo de afastamento por iniciais 180 dias, não há acusação formal contra Dilma.

Farsa porque, quando no governo, bastava suspeição para o carimbo: "ladrões". Agora vários estão nas manchetes como "ministeriáveis", e só.

Nas próximas horas, ilegítimo, o futuro. Com personagens, histórias e, também, prontuários do passado.

Panelas seguem em silêncio. Não se sabe se por cumplicidade ou vergonha.

O PT errou. Não apenas contra si, mas contra o que representa, representou por décadas.

Com suas qualidades, feitos e defeitos - que milhões aplaudem, ou negam- Lula encarnou tudo isso.

Encarnou tudo que adversários, ou inimigos, sempre desprezaram, odiaram, temeram... E temem.

Por isso, para muito além de erros, de resto comuns a personagens do passado, presente, e do futuro que começa nas próximas horas, a sede de destruí-lo. E com humilhação.
Mais do que GOLPE, longa e gigantesca farsa, por Bob Fernandes
4 / 5
Oleh