terça-feira, 31 de maio de 2016

Você pediu e Temer privatizará o FIES


O ministro da Educação, Mendonça Filho, tem sinalizado que quer a entrada dos bancos privados no financiamento estudantil. A informação, veiculada nesta terça-feira, 30, na coluna "Lauro Jardim", significa, na prática, aumento do custo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para os alunos beneficiários do programa.
Além disso, representa a privatização de parte do Fies. Atualmente, o programa é feito exclusivamente por bancos públicos: Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. As taxas de administração, que variam entre 1,5% e 2% ao ano, são muito menores do que as aplicadas no mercado em programas privados de financiamento estudantil.
Para abrir o Fies à iniciativa privada, Mendonça Filho vai precisar aumentar as taxas de administração do programa, o que implicará em que os alunos paguem mais pelo financiamento realizado. O governo Dilma Rousseff descartou, em março, a entrada de bancos privados do Fies.
Na ocasião, representantes da Febraban informaram ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fnde), órgão vinculado ao Ministério da Educação, que consideravam as taxas de administração do programa muito baixas. Ao longo da negociação, a Febraban também considerou o perfil dos beneficiados de alto risco.
Mais de 2,2 milhões de pessoas já tiveram acesso ao ensino superior no Brasil por meio do Fies. Só no primeiro semestre deste ano, foram oferecidas 250 mil vagas no programa. O Fies é responsável por mais de 30% das matrículas no ensino superior privado no país.
De acordo com as regras atuais, podem se inscrever para concorrer a um contrato do Fies o estudante que fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 e obteve média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos, além de nota na redação diferente de zero.
Além disso, é critério possuir renda familiar mensal bruta per capita de até dois salários mínimos e meio. Não pode participar do programa quem já tem um diploma de ensino superior.
Brasil 24/7
Você pediu e Temer privatizará o FIES
4 / 5
Oleh