sexta-feira, 24 de junho de 2016

Levante Popular faz escracho contra a Senadora golpista Ana Amélia


POR QUE ESCRACHAMOS ANA AMÉLIA?
Hoje, 6 de maio de 2016, nós do Levante Popular da Juventude escrachamos a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS), atualmente uma das maiores inimigas do povo brasileiro. Neste mesmo dia, no Senado, a Comissão Especial do Impeachment vota a admissibilidade do processo contra Dilma Rousseff - que não cometeu nenhum crime de responsabilidade - e a senadora gaúcha integra essa comissão, já tendo declarado sua posição golpista. O escracho aconteceu na frente do seu escritório político, em Porto Alegre.
Assim como fizemos com os torturadores da Ditadura em 2012, com a Rede Globo em 2013, com Eduardo Cunha (PMDB) em 2015 e com o Michel Temer (PMDB) e Jair Bolsonaro (PP) no mês de abril deste ano, deixamos aqui as razões que nos levaram a escrachar Ana Amélia.
Ana Amélia é golpista: ela é uma das principais apoiadoras e articuladores do Golpe em curso, especialmente dentro do Senado. Sobre a possibilidade de se tornar relatora da Comissão, disse que se sentiria "honrada". Defende a legalidade e constitucionalidade do processo de impeachment, que não é nada mais do que um golpe.
Ana Amélia é orfã da ditadura militar: seu partido é o Partido Progressista (PP), oriundo do antigo ARENA (partido da ditadura militar). Ana Amélia foi Cargo de Comissão (CC) do próprio marido – o senador biônico Octávio Omar Cardoso e líder do ARENA – no senado, em 1986. Para exercer essa função, recebia o equivalente, hoje, a 8 mil reais. Ao mesmo tempo, era diretora da RBS, a primeira afiliada da Globo, em Brasília.
Ana Amélia é corrupta: a senadora do PP omitiu a propriedade de bens móveis e imóveis na declaração feita à Justiça Eleitoral, nas eleições de 2014. Ana Amélia não incluiu, entre os bens declarados, uma fazenda que possui no município de Formosa, em Goiás, onde cria bovinos. Segundo a declaração pública do espólio de Octávio Omar Cardoso, ela também "esqueceu de declarar" na lista um terreno em Brasília, no valor de R$ 1.467.758,62. Do seu marido, Ana Amélia herdou metade do patrimônio – R$ 4.738.538,78. Os bens declarados ao Tribunal Regional Eleitoral-RS somam apenas R$ 2.550.086,69.
Ana Amélia é ruralista: tentou fugir do estigma de ruralista escondendo a sua fazenda, mas a verdade é que é dona de 680 hectares de terras em Goiás e cerca de 600 cabeças de gado e que se tornou, ao longo dos anos, porta-voz dos interesses do agronegócio e da bancada ruralista.
Ana Amélia defende os interesses da RBS: a senadora eleita pelo Rio Grande do Sul (RS) não mora no estado há décadas. Durante 33 anos trabalhou na RBS e só se elegeu graças à emissora. O seu papel é de defender os interesses da mídia golpista, do Grupo RBS e da família Sirotsky - que deve mais de R$ 6 milhões ao estado - na política brasileira. Para Ana Amélia, Globo é "compromisso com a transparência, com a verdade e também com a ética", mas o povo brasileiro sabe bem que não.
Ana Amélia é autora da PL conhecida como "AI-5 da Copa": foi uma das autoras da PL 728/2011, que ficou conhecida como "AI-5 da Copa", porque propunha que protestos durante a Copa do Mundo no Brasil fossem considerados terrorismo.
Por estes motivos é que dizemos: Ana Amélia não nos representa e não representa o povo brasileiro. Não descansaremos até que a democracia seja reestabelecida.
Não vamos aceitar o golpe!
Golpistas, ruralistas, filhotes da ditadura: NÃO PASSARÃO!
Pátria livre, venceremos!
Coletivo Nacional de Comunicação do Levante Popular da Juventude
Levante Popular faz escracho contra a Senadora golpista Ana Amélia
4 / 5
Oleh