quarta-feira, 13 de julho de 2016

Ei, homofóbicos! Cena de sexo gay em novela teve beijo, carícias e nu traseiro


Dois anos depois do primeiro beijo gay ser exibido na TV Globo, entre os personagens Félix (Mateus Solano) e Niko (Thiago Fragoso), em Amor à vida(2014), provocando estrondosa repercussão no Brasil e no Exterior, a emissora deu mais um passo importante e histórico para a televisão brasileira na noite desta terça-feira. Foi exibida a primeira cena de sexo entre dois homens na tevê, protagonizada por Ricardo Pereira e Caio Blat, intérpretes de Tolentino e André, respectivamente, em Liberdade, liberdade.

Eram 23h10min quando a sequência começou, no momento em que o fidalgo chegou à casa do coronel para consolá-lo pelas tantas humilhações sofridas nas mãos de Rubião (Mateus Solano). Comovido com o apoio e a sensibilidade de André, Tolentino acabou deixando que a paixão explodisse entre os dois. Foi o coronel quem deu o primeiro e fervoroso beijo em André, que, num primeiro momento, recuou, mas logo rendeu-se ao sentimento intenso.

Os dois despiram-se, lentamente, olhando um para o outro. Nus, aproximaram-se, e André, cuidadosamente, tocou o peito de Tolentino. Já na cama, abraçaram-se e trocaram carinhos, encerrando a cena com a entrada do comercial.

A cena durou exatos cinco minutos, com direito a nu traseiro de Tolentino, muitas carícias e um beijão de tirar o fôlego, mas, sobretudo, com muita sutileza e mais insinuação do que ato propriamente dito. O aspecto afetivo sobressaiu-se ao sexual, destacando a cumplicidade entre os amigos que se tornaram amantes em pleno século 19, uma época em que o homossexualismo era crime punido com a morte.

Zero Hora
Ei, homofóbicos! Cena de sexo gay em novela teve beijo, carícias e nu traseiro
4 / 5
Oleh